12 de março de 2011

Charlie,
teu zelo é bem-vindo todas as vezes que, sem querer, esbarra sutil em mim. é uma forma a mais de dizer, sem dizer, que me quer bem, na minha pequeneza miúda — te olhando de baixo antes de te envolver pela cintura sob a veste [ou com ela]. eu sempre sei o caminho. excitante é me perder em ti — tramando alguma armadilha cafona... ou infantil.

2 comentários:

  1. Você escreve gostoso.

    Até uma próxima.

    ResponderExcluir
  2. um zelo sutil tem sua importância e intensidade (mesmo se interna)

    Uma boa semana.

    ResponderExcluir